Dica de Leitura: Holocausto Brasileiro -Daniela Arbex

holocausto-brasileiro

Título: Holocausto Brasileiro
Autor: Daniela Arbex
Gênero: Reportagem
Editora: Geração Editorial


Sinopse: Durante décadas, milhares de pacientes foram internados à força, sem diagnóstico de doença mental, num enorme hospício na cidade de Barbacena, em Minas Gerais. Ali foram torturados, violentados e mortos sem que ninguém se importasse com seu destino. Eram apenas epilépticos, alcoólatras, homossexuais, prostitutas, meninas grávidas pelos patrões, mulheres confinadas pelos maridos, moças que haviam perdido a virgindade antes do casamento.
Ninguém ouvia seus gritos. Jornalistas famosos, nos anos 60 e 70, fizeram reportagens denunciando os maus tratos. Nenhum deles — como faz agora Daniela Arbex — conseguiu contar a história completa. O que se praticou no Hospício de Barbacena foi um genocídio, com 60 mil mortes. Um holocausto praticado pelo Estado, com a conivência de médicos, funcionários e da população.  

Book trailer:


Centenas de pessoas recebendo forte tratamento psiquiátrico, maior parte delas sem terem o diagnóstico de doença mental e vivendo em situação degradante foi durante anos a realidade do Hospital Colônia, o maior hospício do Brasil. Esse ambiente é narrado no livro-reportagem Holocausto Brasileiro, da jornalista Daniela Arbex.

Nesse livro-reportagem, Arbex conta a situação de pacientes dentro do Hospital Colônia, localizado em Barbacena, no estado de Minas Gerais, onde mais de 60 mil pessoas morreram. São narrados trechos das vidas de diversos pacientes, com suas trajetórias até a internação e durante os anos que passaram dentro do Colônia, dando visibilidade a histórias que eram desconhecidas. A autora também aborda a passagem de alguns funcionários pelo hospital, mostrando como conviveram com a situação daqueles pacientes e a forma que isso influenciou em suas vidas.

A maioria dos que foram hospitalizados não possuíam alguma doença mental, sendo narrado os motivos que os fizeram ser internados. “[…] a estimativa é que 70% dos atendidos não sofressem de doença mental. Apenas eram diferentes ou ameaçavam a ordem pública. Por isso, o Colônia tornou–se destino de desafetos, homossexuais, militantes políticos, mães solteiras, alcoolistas, mendigos, negros, pobres, pessoas sem documentos e todos os tipos de indesejados, inclusive os chamados insanos. ”, escreve a autora.

A obra traz de uma forma muito detalhada os momentos difíceis que essas pessoas passaram dentro do Colônia, nos transportando para aquela realidade. O choque acontece com a riqueza das descrições feitas, em que a autora aborda o tratamento agressivo que os pacientes recebiam. Imagens do hospício, feitas pelo fotógrafo Luiz Alfredo, também estão presentes nas páginas do livro.

Holocausto Brasileiro é um livro que narra de forma clara uma parte chocante da história do nosso país e que continua desconhecido por grande parte da população.

Dica de página para curtir no FB: Drummond-Se

Hoje venho indicar uma página muitíssimo boa para curtirem no face, ela se chama Drummond-Se.
Drummond-Se é uma página que possui publicações sobre literatura nacional e internacional, filmes, livros, fotografia e outras coisas relacionadas a arte. Tem como inspiração o poeta Carlos Drummond de Andrade, algo que logo podemos perceber pelo título da página.

drummon-se 1

drummon-se 2 drummon-se 3

 


As publicações dessa página são lindas e muito inspiradoras. Gosto muito. ❤

Curtam Drummond-se e se encantem com suas publicações.